Cinco livros essenciais para conhecer Simone de Beauvoir

Biografia, Destaque, Filosofia, Listas, Matérias Literárias

[Postado por EstanteBlog]

Nome importantíssimo não só para o feminismo mas também para a filosofia, Simone de Beauvoir foi uma filósofa francesa. Autora de “O Segundo Sexo”, ela foi uma voz incansável na luta pela igualdade entre homens e mulheres. Foi uma mulher à frente de seu tempo, em todos os sentidos – diferentemente das outras mulheres de sua época, não foi capturada pela instituição do casamento, prezando sempre pela sua liberdade bem como a dos outros.

Para conhecer um pouco mais sobre esta grande escritora e pensadora, confira a lista abaixo, com cinco livros imperdíveis de Simone de Beauvoir:

1- O Segundo Sexo

o segundo sexo

Este é o livro que pautou a agenda do movimento feminista em nosso tempo. Um relato enciclopédico e, às vezes, chocante, da condição da mulher num mundo moldado e dominado pelo homem. Não por acaso, esta obra foi incluída na lista negra do Vaticano. Beauvoir é especialmente bem-sucedida na descrição da cumplicidade feminina com sua própria opressão.

2- Os Mandarins

Veja o livro

Prêmio Goncourt de 1954, mais importante laureação literária da França, este livro assinala na carreira da autora seu definitivo engajamento político e literário. Romance existencialista, Os mandarins descreve a atmosfera febril da França entre 1944 e 1948: as repercussões da guerra, a agitação intelectual, a corrupção moral, os dilemas e dúvidas da esquerda e, sobretudo, chão coberto de ilusões desmoronadas.

3- Memórias de uma moça bem comportada

Veja o livro

O primeiro volume da autobiografia de Simone é um relato vívido de sua criação dentro de uma família burguesa respeitável no começo do século XX. A rebeldia de Simone contra a opressão da igreja e da família fomentam a evolução desta garota que ama os livros e a vida.

4- A cerimônia do adeus

Veja o livro

A estranha e experimental relação de Beauvoir e o filósofo Jean-Paul Sartre durou, entre idas e vindas, cerca de cinquenta anos. Esta obra é o seu apogeu. Um registro dos últimos anos de vida de Sartre e do luto de Simone, A cerimônia do adeus contém, também, uma série de entrevistas com Sartre, onde ele explana suas opiniões sobre política, mulheres, infância e religião.

5- Cartas a Nelson Algren

Veja o livro

Enquanto escrevia O segundo sexo, Beauvoir vivia um romance com o “amado homem de Chicago” através de carinhosas e perturbadoras cartas de amor. Primeiro ela nos diz que a mulher apaixonada “vive de joelhos” e poucos crimes “merecem piores punições do que a generosa culpa de se colocar inteiramente nas mãos de outrem”. Aqui nós vemos a luta contra a emoção pura que, de fato, colocou-a de joelhos. Escritas em inglês e roubando a autora do rigor lógico de seu francês nativo, as cartas revelam uma Simone muito diferente.

Leia também Simone de Beauvoir e Jean-Paul Sartre: a superação do amor romântico?

[Matéria original no link: http://blog.estantevirtual.com.br/2015/10/26/cinco-livros-para-conhecer-simone-de-beauvoir/]