10 vídeos com os maiores bailarinos e bailarinas do século XX

Destaque, Listas, Notícias, Vídeos

A arte da dança talvez seja, entre as artes, a mais misteriosa. Isto acontece porque os mistérios do corpos superam os da palavra. Alain Badiou, em sua obra Pequeno Manual de Inestética, afirma que a dança apresenta um corpo antes do corpo, um movimento antes do movimento e, por conta disto, é entre os estilos artísticos, aquele que mais se aproxima da utopia de arte dita por Nietzsche. Durante o século XX, tivemos uma série de bailarinos que fizeram jus a esta arte.

O site Listverse separou aqueles que consideram os maiores bailarinos e bailarinas do século XX e o NotaTerapia, com algumas alterações pessoais, separou esta lista pra vocês. Confira:

1- Mikhail Baryshnikov

Para muitos, é considerado o maior bailarino de todos os tempos. Nascido na Letônia, iniciou seus estudos em ballet clássico na escola de São Petesburgo, até entrar para o Kirov Ballet, em 1967.
Já dançou diversos papéis principais em vários balés e foi protagonista na campanha que aconteceu no final dos anos 1970 e início dos anos 1980, para fazer o ballet clássico ser novamente parte da cultura popular.
Provavelmente,  é o bailarino mais influente de nosso tempo.

2- Rudolf Nureyev

Segundo o Listverse, Baryshnikov pode ter conquistado o coração dos críticos e dos seus colegas do meio da dança. mas foi Nureyev quem conquistou multidões de milhões de pessoas. Alguns dizem que foi o primeiro superstar do mundo da dança, depois de Nijinsky em 1909.
Russo, tornou-se solista do Kirov Ballet aos 20 anos. Sua vida pessoal tornou-se um problema para as autoridades soviéticas, fazendo com que pedisse asilo na França.
Críticos dizem que sua técnica não supera à de Baryshnikov, mas seu carisma e sua entrega conquistaram multidões.
Infelizmente, Nureyev foi uma das primeiras vítimas do vírus HIV, morrendo em decorrência da doença em 1993.

3- Fred Astaire e Ginger Rogers

Os dois foram parceiros em dez filmes, onde dançavam juntos, fazendo um enorme sucesso durante a Era da Depressão nos Estados Unidos.

4- Joaquín Cortés

Um dos maiores dançarinos de flamenco do mundo, Cortés é considerado também um símbolo sexual. É o que dizem todos os que assistem à suas apresentações, tanto homens como mulheres.
Além de ser uma lenda viva, foi responsável por fortalecer o flamenco na cultura popular.
Tem muitos fãs famosos declarados, como Tarantino, Madonna, Al Pacino, Antonio Banderas, Jennifer Lopez, Giorgio Armani e Sting.

5- Michael Jackson

Responsável pelo enorme sucesso de videoclipes e por fazer da dança um item essencial na música pop. O “Jackson style” já se tornou padrão em coreografias de hip hop e pop. Muitos ícones da música pop moderna são fortemente influenciados pelos movimentos de Michael, como Justin Timberlake, Justin Bieber e Usher.
Seus professores o chamavam de “esponja”, devido a sua rápida capacidade de absorver informações novas e novas ideias. Quem muito o influenciou foi Gene Kelly, James Brown e Marcel Marceau.

6- Sylvie Guillem

Aos 48 anos, Sylvie ainda encanta à todos com sua técnica e leveza no palco. É considerada uma das bailarinas mais bem pagas do mundo.
Quando criança. largou a ginástica para fazer ballet na Ópera de Paris. Após apenas cinco anos de aula, foi convidada à ingressar na companhia. Então, aos 16 anos, entrou para o Royal Ballet.
É conhecida por não cair na “zona de conforto”, sempre dançando trabalhos que a desafiem e sejam inovadores.

7- Gene Kelly

Foi uma das grandes estrelas e um grande inovador durante a era de ouro dos musicais hollywoodianos. Considerava seu estilo como híbrido, pois mesclava técnicas de dança moderna, ballet e sapateado.
Ele foi o responsável por levar a dança para os cinemas. Seu trabalho mais famoso foi o renomado “Cantando na Chuva”.

8- Josephine Baker

Josephine foi uma pioneira na dança erótica. Americana, mas naturalizada francesa, ela fazia sucesso em Paris, dançando praticamente nua. Suas apresentações foram ficando cada vez mais ousadas, onde uma vez dançou com uma saia feita de bananas, conquistando cada vez mais a platéia francesa.
Nasceu em 1906 e morreu em 1975, aos 68 anos. Acabou por tornar-se predecessora de Beyoncé, Britney Spears, Madonna, entre outras, onde a dança erótica faz parte de seus trabalhos.

9- Martha Graham

Bailarina e coreógrafa americana que revolucionou a dança moderna. Para difundir sua técnica, criou a Martha Graham Dance Company, onde dançou e coreografou por 70 anos. Dentre seus alunos, encontram-se Merce Cunningham, Alvin Ailey e Paul Taylor.
Foi a primeira bailarina a dançar na Casa Branca, a primeira a viajar pelo mundo como embaixadora cultural, recebeu a Chave da Cidade de Paris, a Ordem da Coroa Preciosa do Império Japonês, dentre muitas outras homenagens pelo mundo.
Ela, que nasceu em 1894, morreu em 1991, aos 96 anos.

10- Vaslav Nijinsky

Nijinsky nasceu em 1890, na Polônia. Foi considerado o melhor bailarino de sua época, sendo chamado de “A oitava maravilha do mundo” e “Deus da dança”.
Iniciou seus estudos de dança aos 10 anos, aos 18 foi partner da bailarina Anna Pavlova e aos 19 entrou para o Ballets Russes, onde obteve reconhecimento internacional.
Se aposentou da carreira de bailarino aos 29 anos, devido à esquizofrenia. Morreu em 1950, aos 60 anos.

Fonte: http://modaballet.blogspot.com.br/2015/10/os-10-maiores-bailarinos-do-seculo-xx.html