16 vídeos inspiradores que mostram como é possível transformar a educação

Destaque, Listas, Matérias Literárias, Notícias, Vídeos, Youtube

[Via Porvir]

Todos falamos, a todo tempo, da importância da edução. Sabemos exatamente o que deu errado, mas ficamos sempre perdidos sobre como fazer dar certo. Isto acontece pois, de certa forma, educar é um processo e nem sempre temos o resultado em curto espaço de tempo o que torna difícil sabermos se realmente nossas ações estão dando resultado

Por conta disso, o site Porvir separou todos os vídeos do projeto Transformar 2017 sobre práticas pedagógicas e escolas inovadoras ao redor do mundo com resultados positivos. Em falas inspiradoras de estudantes, educadores e especialistas de diferentes países, são compartilhadas experiências de aprendizagem que apostam em novas formas de avaliação, atividades mão na massa, desenvolvimento de competências socioemocionais, uso de tecnologia e protagonismo jovem para conectar a escola com os interesses da juventude.

Veja a lista separada pelo Porvir:

O que jovens pensam e querem da escola?

Baseados em experiências das suas realidades e dados de pesquisas que ouviram jovens, os estudantes Ana Clara Nunes,14, Arthur Rezende, 16, Cecília Azevedo, 16, Débora Pessoa, 18, e Derivaldo Jr., 19, falam como é a escola dos seus sonhos.

Escolas com foco em desenvolver competências para o século 21 – Michael De Sousa

Promover a equidade é a missão da Leadership Public Schools (LPS), uma rede pública de escolas de ensino médio dos Estados Unidos. Michael De Sousa, diretor da escola de design da LPS, conta a experiência da instituição no desenvolvimento de competências para o século 21.

Escolas com foco em desenvolver competências para o século 21 – Sarah Giblin e Travis Commons

A Valor Collegiate Schools, nos Estados Unidos, também desenvolveu uma abordagem inovadora para trabalhar o desenvolvimento de competências para o século 21. Sarah Giblin e Travis Commons compartilham experiências de aprendizagem socioemocional.

Escolas sustentáveis que educam para a sustentabilidade – Nicola Unite

Com educação voltada para conexão com a natureza e a sustentabilidade, a Green School, localizada na ilha de Bali, na Indonésia, é conhecida como a escola mais verde do mundo. A professora Nicola Unite conta como é trabalhar em uma instituição centrada no estudante.

Escolas sustentáveis que educam para a sustentabilidade – Valnei Alexandre

Diretor da primeira escola sustentável da América Latina, Valnei Alexandre conta como o Colégio Estadual Erich Walter Heine, no Rio de Janeiro, integra o currículo, os espaços de aprendizagem, a alimentação e as práticas pedagógicas para formar cidadãos sustentáveis.

Novas formas de avaliar a aprendizagem – Jill Lizier

Que tal trabalhar com novas abordagens para acompanhar a aprendizagem? Jill Lizier, coordenadora de currículo da Swasey Central School, em Brentwood (EUA), conta como desenvolve avaliações de desempenho alinhadas aos requisitos estaduais.

Desafios e resultados de escolas que usam metodologias mão na massa – Tim McNamara

A educação mão na massa pode melhorar a aprendizagem e trazer mais engajamento para as atividades escolares. Tim McNamara, diretor da High Tech High Chula Vista, nos Estados Unidos, compartilha experiências da rede de escolas com a adoção dessa metodologia.

Desafios e resultados de escolas que usam metodologias mão na massa – Nico Janik

O aprendizado prático gera impacto dentro de uma instituição, de uma rede de escolas ou até mesmo de um distrito inteiro. Nico Janik, coordenadora de makerspace/engenharia do Distrito Escolar de Ravenswood City, nos Estados Unidos, compartilha a sua experiência de construção de um programa de aprendizagem mão na massa.

Personalização da educação – Nick Kim

A personalização ajuda a respeitar os diferentes ritmos e formas de aprender dos estudantes. Nick Kim, diretor executivo da unidade de ensino médio Summit Tahoma, em San Jose, na Califórnia, Estados Unidos, conta como a rede de escolas está trabalhando dentro dessa abordagem para oferecer ensino personalizado a todos os estudantes.

É possível desenvolver competências para o século 21 na escola – Willmann Costa

Para mostrar que é possível desenvolver competências para o século 21 na escola, o diretor Wilmann Costa compartilha a experiência do Colégio Estadual Chico Anysio, uma unidade de referência em inovação na rede do Rio de Janeiro.

É possível desenvolver competências para o século 21 na escola – Helen Walsh e Rachel Powers

Na Seattle Public Schools District, no estado de Washington, Estados Unidos, o trabalho com competências também está inserido no projeto pedagógico da instituição. Helen Walsh e Rachel Powers Carrasco, participaram do programa de formação RULER (sigla em inglês para reconhecer, entender, identificar, expressar e controlar emoções) e compartilham essa experiência.

Transformando aulas teóricas em mão na massa – Fábio Zsigmond

Colocar a mão na massa pode ser um caminho para transformar as aulas teóricas. Fabio Zsigmond, fundador do espaço de aprendizagem Mundo Maker, conta como a aprendizagem criativa pode fazer parte do cotidiano da escola.

Como transformar aulas teóricas em aprendizagem mão na massa – Jordan Budisantoso

Quem também compartilha sua experiência de como transformar as aulas com a aprendizagem mão na massa é o professor Jordan Budisantoso, que fundou o curso de ciências da computação na Washington Leadership Academy, escola pública independente em Washington, DC. Ele apresenta os impactos dessa metodologia e mostra como seus alunos aprendem a interação homem-computador; resolução de equações algorítmicas; web design; programação; ciência dos dados; e robótica.

Quando a tecnologia transforma a escola e a aprendizagem – Maurice de Hond

Na Steve Jobs Schools, os alunos são estimulados a descobrir seus talentos e a desenvolver habilidades importantes para a vida. O CEO da rede de 30 escolas, Maurice de Hond, fala como a tecnologia pode transformar a forma de aprender.

Como engajar e ensinar alunos por meio de jogos – Gonzalo Frasca

Se os alunos gostam de jogos, por que não usar essa estratégia para ensinar? Gonzalo Frasca, líder de design da WeWeWantToKnow, empresa que produz a série de jogos de álgebra e geometria chamada DragonBox, usa experiências práticas para mostrar que os games podem transformar a aprendizagem.

Como engajar e ensinar alunos por meio de jogos – Greiton Toledo

Na rede pública e particular de ensino de Goiânia (GO), o professor Greiton Toledo usa jogos para engajar os estudantes e ensinar matemática de uma forma diferente.

Fonte: http://porvir.org/16-videos-inspiradores-mostram-como-e-possivel-transformar-educacao/