Leituras #51: Fragmentos do Horror, de Junji Ito

Dica de Leitura, Leituras, Resenhas

Uma das primeiras edições de quadrinhos lançada pela editora Darkside, Fragmentos do Horror de Junji Ito é mais do que surpreendente. A obra foi traduzida diretamente do japonês, e ela é literalmente o que seu título indica: fragmentos de horror, pois são narrativas em quadrinho bem curtas, que podem ser lidas rapidamente, mas cujo impacto permanecerá com você por muito tempo.

Talvez não seja a melhor ideia indicar este mangá a leitores mais sensíveis, pois há cenas envolvendo temas bem fortes, e é tudo muito gráfico, pois as ilustrações podem ser bem macabras. Porém, o fato de ser algo a não se indicar a leitores muito sensíveis acaba sendo algo ótimo para quem realmente gosta de horror, pois isso significa que esta é uma leitura definitivamente marcante.

É um mangá composto por histórias de horror que se passam no Japão. E o horror japonês consegue impressionar chegando a níveis extremos. Pense na coisa mais absurda e grotesca e multiplique por mil: isso provavelmente ainda não chegará perto do que temos aqui. São oito histórias repletas de imagens chocantes, onde vemos desde monstros bizarros, daqueles que lembram lendas urbanas sobrenaturais, até dissecação e decapitação, tudo envolto pelos acontecimentos mais inesperados e estranhos.

Além de as histórias já serem bem fortes e originais, a arte também é muito bonita (de uma forma macabra), bem feita e extremamente gore. Enfim, este é um livro imperdível para fãs de terror ou para leitores que gostem de quadrinhos com um toque mais distorcido, tanto na arte quanto no roteiro.