41ª Mostra Internacional de Cinema exibe 64 filmes nacionais

Cinema, Notícias

A crescente produção do cinema brasileiro ganha destaque na Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, que traz uma seleção de 64 filmes nacionais em sua 41ª edição, incluindo a apresentação especial de alguns clássicos. Dentre eles, a Mostra Brasil apresenta títulos que foram reconhecidos pelos festivais internacionais por qual passaram, como GABRIEL E A MONTANHA, de Fellipe Barbosa, duplamente premiado na Semana da Crítica, no Festival de Cannes; AS BOAS MANEIRAS, de Juliana Rojas e Marco Dutra, que levou o Prêmio Especial do Júri em Locarno; PELA JANELA, de Caroline Leone, vencedor do Prêmio FIPRESCI da Crítica Internacional em Roterdã; e FORO ÍNTIMO, de Ricardo Mehedff, agraciado como melhor filme estrangeiro no London Independent Film Awards, sem contar outros longas que foram selecionados por estes e outros eventos.

Entre os citados, os três primeiros são alguns dos longas brasileiros inéditos na cidade de São Paulo que integram a seção Perspectiva Internacional, enquanto o último está na seção Competição Novos Diretores, que traz produções de cineastas estreantes que farão, dentro da 41ª Mostra, sua primeira exibição pública no país, a exemplo de ANTES QUE EU ME ESQUEÇA, de Tiago Arakilian; AQUALOUCOS, de Victor Ribeiro; MEU TIO E O JOELHO DE PORCO, de Rafael Terpins; O BEIJO, de Murilo Benício; e ORGANISMO, de Jeorge Pereira. Outros títulos da Perspectiva que também fazem a sua estreia no evento são A IMAGEM DA TOLERÂNCIA, de Joana Mariani e Paula Trabulsi; HÍBRIDOS, OS ESPÍRITOS DO BRASIL, de Priscilla Telmon e Vincent Moon; INAUDITO, de Gregorio Gananian; PRIMEIRO BAILARINO, de Felipe Braga; QUERIDA MAMÃE, de Jeremias Moreira; SAUDADE, de Paulo Caldas; e SOLDADOS DO ARAGUAIA, de Belisario Franca. Os títulos da competição concorrem ao prêmio Bandeira Paulista de Melhor Filme, dado pelo Júri Internacional da 41ª Mostra. Entretanto, todos os brasileiros da Perspectiva Internacional e da Competição Novos Diretores concorrem ao Prêmio do Público da Mostra, que inclui o Troféu Bandeira Paulista de Melhor Filme Brasileiro.

Além disso, pela primeira vez, a Mostra entregará o Prêmio Petrobrás de Cinema para dois filmes brasileiros escolhido pelo júri especializado, com exceção daqueles que já receberam o mesmo prêmio em outro festival. No total, são 55 títulos que concorrem aos R$ 200 mil para o melhor longa de ficção ou aos R$ 100 mil para o melhor longa documentário. O objetivo do Prêmio é apoiar a distribuição das produções contempladas em pelo menos 15 salas e cinco praças ao longo dos primeiros 90 dias de lançamento comercial, no caso da ficção, e 10 salas e três praças no mesmo período, para o documentário. Os títulos selecionados serão avaliados por um júri convidado pela direção do evento.

A Mostra Brasil também traz para o público títulos da seção de Apresentação Especial, as exibições da programação do Vão Livre do MASP, que terá as homenagens a Paulo José, com a projeção de três clássicos estrelados pelo ator, e aos 80 anos do cineasta Leon Hirszman, com ELES NÃO USAM BLACK-TIE (1981), por exemplo. A versão digitalizada em DCP de CINEMA, ASPIRINAS E URUBUS, longa de Marcelo Gomes que se tornou o segundo título brasileiro a receber o prêmio Bandeira Paulista como Melhor Filme, na 29ª Mostra, em 2005, também será apresentada especialmente durante esta 41ª edição do evento.

Você pode ver mais informações sobre a Mostra e a programação AQUI.

Site: www.mostra.org

Facebook: www.facebook.com/mostrasp/

Twitter: @mostrasp

Instagram: @mostrasp

[Release enviado pela equipe de imprensa da Mostra]