5 contos para ler no Halloween – parte I

Conto, Listas, Matérias Literárias

Com a época mais sombria do ano chegando aí, esta é uma boa hora para ler aqueles contos que transportam o leitor para ambientes ou mentes aterrorizantes, onde pode ser difícil distinguir realidade de ilusão, e o que espreita pelas sombras pode ser pior do que aquilo que a princípio suspeitamos. Selecionar somente 5 contos não é uma tarefa muito simples, pois temos diversos contos de terror marcantes da literatura. Porém, como não faltam muitos dias para o Halloween e a ideia deste post é resumir rapidamente algumas recomendações para animar seu outubro, veja abaixo cinco indicações de contos essenciais para aterrorizar suas noites.

Logo voltaremos com mais cinco indicações na parte II da lista! Se você achar que faltou algum conto aqui, comente indicando qual foi ele.

  1. O Retrato Oval – Edgar Allan Poe

Se escolher apenas cinco contos de terror para indicar já não é simples, ainda mais árdua é a tarefa de selecionar apenas um dos contos de Poe para incluir na lista (a vontade desta que vos escreve era incluir praticamente todos, mas aí perderíamos o propósito da lista, que é proporcionar uma perspectiva mais geral, ainda que abreviada, do terror na literatura). Poe é um dos maiores nomes da literatura mundial e uma referência em diversos gêneros literários, sendo o terror um deles. Muitos dos contos de Poe já foram parar no cinema diversas vezes e já são bastante conhecidos. No entanto, um conto não tão frequentemente mencionado e o qual teve poucas adaptações para o cinema é O Retrato Oval. Publicado em 1842, esta narrativa nos apresenta um personagem que encontra um misterioso retrato de uma jovem, retrato o qual tem um aspecto assustadoramente realista. O protagonista então depara-se com a história do quadro, a qual revela algo intrigante sobre a modelo e o criador da obra, de maneira a mostrar como a arte pode ganhar força quando alimentada até os limites pela força vital humana.

  1. A Pata do Macaco – W.W. Jacobs

Um conto absolutamente clássico, o qual influenciou fortemente clássicos da literatura moderna, como Pet Sematery de Stephen King, este conto nos mostra como alguns desejos nunca deveriam se realizar. A narrativa apresenta um misterioso objeto que é uma pata de macaco. De acordo com uma lenda, o objeto pode realizar desejos daquele que a possui. No entanto, tais desejos trazem cruéis consequências. Uma família que obtém o objeto acaba descobrindo da pior forma que ter aquilo que deseja nem sempre é uma boa ideia.

  1. Solfieri – Álvares de Azevedo

Claro que alguma parte do sangrento livro Noite na Taverna tinha que marcar presença nessa lista. Este conto é o segundo que integra um breve romance composto por capítulos os quais cada um pode ser lido como um conto independente. Todos eles trazem histórias cheias de assassinatos, suicídios, orgias, canibalismo, incesto e até mesmo necrofilia. As histórias são contadas por amigos que bebem juntos em uma taverna, e cada um deles tem sua vez de apavorar os demais com casos os quais eles dizem ser reais (dentro do livro, claro). Solfieri, o segundo conto do livro, e um dos mais marcantes, conta sobre certa vez em que, ao andar por Roma, em um cemitério, o rapaz chamado Solfieri ouve um barulho, um gemido, o qual não sabe ser de mulher ou de fantasma. Ele então encontra uma misteriosa jovem, a qual ora parece estar morta, ora parece voltar à vida. Solfieri se apaixona pela jovem e consuma o ato, tendo uma relação com a jovem a qual não sabemos exatamente se está morta ou viva, o que pode ser visto como um ato de necrofilia. Se tudo isso aconteceu mesmo com o personagem ou se foi delírio de Solfieri, que bebia sem parar com os amigos na taverna, nós nunca iremos saber, só sabemos que esta pode ser uma boa leitura para a noite de Halloween.

  1. A Casa do Juiz – Bram Stoker

Quando temos em mãos contos do autor de Drácula, é preciso parar e ler com calma, por mais difícil que seja manter a calma durante a leitura deste conto. Toda a engenhosidade envolvendo construção de atmosfera presente em Dracula está presente nesta obra, de forma mais concisa, é claro, o que faz destes um dos mais marcantes contos de Stoker. A narrativa nos mostra o desespero de um estudante que se hospeda em uma antiga residência para se dedicar, sem interrupções, aos seus estudos, porém é mais interrompido do que nunca, e não por criaturas amigáveis. A atmosfera da narrativa e a tensão crescente desta fazem deste conto uma leitura essencial para uma boa noite de sustos.

  1. Venha ver o pôr-do-sol – Lygia Fagundes Telles

Presente no livro Antes do Baile Verde, este conto traz como protagonistas um casal de ex-namorados, Ricardo e Raquel. Eles marcam de se encontram em um local do qual Raquel não se agrada muito: um cemitério abandonado. Ricardo escolhera o lugar do encontro, supostamente por ser um passeio gratuito e discreto, pois Raquel tem namorado e ninguém pode saber do encontro dos dois. Ricardo garante à jovem que ninguém terá como saber onde eles estão, coisa que talvez não seja tão segura para ela afinal. O desfecho deste conto e seu desenrolar, dando pistas aqui e ali do que espera a jovem no final, são elementos que o fazem uma das obras mais perturbadoras da literatura nacional, chegando a lembrar um dos clássicos contos de Poe.