8 poetas e poemas de “É agora como nunca: antologia incompleta da poesia contemporânea brasileira”

Destaque, Leituras, LivroEmFoto, Poesia, Poesia Brasileira

É agora como nunca: antologia incompleta da poesia contemporânea brasileiro é uma coletânea organizada por Adriana Calcanhotto e lançada pela Companhia das Letras. A obra apresenta 41 poetas brasileiros(as) contemporâneos(as) e, sem pretensão de tornar-se um manual de poesia, busca pincelar uma pequena leitura daquilo que a poesia brasileira tem produzido hoje.

É exatamente porque não tem pretensão nenhuma de ser uma antologia final que É agora como nunca é potente: como um recorte situado e provisório da poesia brasileira, é capaz de fazer ver não só o movimento da literatura mas também o movimento do mundo. Como brilhantemente explicita o texto de orelha do livro:

(…) A organizadora Adriana Calcanhotto sabe que corre um risco. É que, agora, neste momento, quantos poetas não estão surgindo, aos montes, em gavetas trancadas a sete chaves ou em blogs espalhados aos quatro ventos?

Este risco, na obra, se traduz em uma indispensável coletânea-do-agora. Com poetas como Alice Sant’anna, Angélica Freitas, Donny Correia, Bruna Beber, Ana Salek, Leo Gonçalves, Gregório Duvivier e muitos(as) outros(as), o livro é essencial para qualquer um que se interesse pela produção literária nacional. Por isso, selecionamos 8 poemas de diferentes autores(as) para mostrar um pouco da força desta obra. Confira: